Decreto impacta shows do Mané Garrincha; Candangão segue com público.

Foto: Divulgação/Arena BSB

Concessionária responsável pelo estádio desmarcou dois shows que estavam agendados para o fim de semana. Torneio local terá bola rolando em 22 de janeiro.

FONTE: DISTRITO ESPORTE.

O Distrito Federal voltou a ficar em estado de alerta com o avanço da pandemia da covid-19 provocado, entre outros fatores, pela variante ômicron. Na quarta-feira (12/1), o Governo do Distrito Federal (GDF) publicou um novo decreto proibindo a realização de festas e shows com presença de público. Neste primeiro momento, os eventos esportivos ficaram de fora das restrições e o Campeonato Candango segue com previsão de público. A Arena BRB Mané Garrincha, porém, precisou cancelar os shows previstos para os próximos dias.

A nova normativa do Executivo Local entrou em vigor na data de publicação e não tem previsão de ser revogada. Responsável pela gestão do Mané Garrincha, a concessionário Arena BSB tinha dois eventos marcados para o fim do semana: no sábado (15/1), receberia o Bloco do Silva. No domingo (16/1), a apresentação seria do grupo brasiliense Menos é Mais. O palco para abrigar os dois eventos musicas estava sendo montado atrás de um dos gols da arena com a nomenclatura do Banco de Brasília (BRB).

Em nota, a Arena BSB confirmou os cancelamentos provocados pelo Decreto Nº 42.915 e reagendou os shows para 20 de março (Menos é Mais) e 30 de abril (Bloco do Silva). “Esperamos que os nossos eventos possam ser retomados o mais brevemente possível e, para isso, pedimos que todos tomem as medidas de proteção necessárias para podermos sair em breve dessa situação. Por isso, vacinem-se com a primeira, segunda e terceira dose assim que estiver disponível para o seu grupo”, pediu a concessionária.-

Campeonato Candango

Marcado para ter bola rolando em 22 de janeiro, o Campeonato Candango não teve nenhuma restrição de público anunciada pelo Governo do Distrito Federal (GDF). O Executivo Local, porém, ainda não descarta novas medidas a depender do avanço da pandemia. “Precisam ser tomadas justamente para evitar uma questão mais dura e para que a população tenha consciência e faça sua parte para que a gente possa diminuir esses índices de transmissão”, destacou o secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha

Organizadora do Campeonato Candango, a Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF) espera o início da edição de 2022 do torneio local para promover o retorno dos torcedores às arquibancadas. Com o público liberado na capital federal desde agosto, somente a final do feminino teve venda de ingressos. A competição está cercada de expectativa por parte dos fãs das dez equipes confirmadas na disputa — Brasília, Brasiliense, Capital, Ceilândia, Gama, Luziânia, Paranoá, Santa Maria, Taguatinga e Unaí.

De momento, a FFDF acompanha os próximos acontecimentos e espera poder seguir o planejamento traçado. Consultada pelo Distrito do Esporte, uma fonte da entidade afirmou que a entidade acatará se o GDF decidir proibir o público. “Determinação se cumpre”, disse. Os primeiros decretos com proibição de realização de competições esportivas começaram a ser implementados em março de 2020, quando a taxa de transmissão chegou a bater o índice de 2,61. Na quarta-feira (12/1), a marca ficou na casa de 2,06.

Digiqole ad

Samuel Moreira da Silva

http://www.kadaesportes.com.br

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *